Ultimas

31/08/2013

Estádio Juca Sampaio está entre os 5 maiores de Alagoas; veja a lista de 23

Estádio Juca Sampaio 2011 (Foto Romário Silva)
Um estudo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgado na última semana avaliou os estádios no Brasil, mas trazendo alguns detalhes para cada estado.
Em Alagoas, a pesquisa apontou que há 23 estádios, sendo que a maioria deles, 16, pertencem aos municípios. Mais seis são particulares, ou seja, de propriedade do clube ou empresa, e somente um é do Estado, neste caso o Rei Pelé.
Entretanto, a maior parte do 23 estádios alagoanos não tem iluminação. Somente sete possuem refletores, contra 16 que não possuem. Outro detalhe é que Alagoas tem 10% de todos os estádios do Nordeste, região que possui 235 praças futebolísticas
Estádio Municipal de Arapiraca é o segundo maior de Alagoas. Foto: Assessoria ASA
Além disso, desses 23 em Alagoas, somente um tem capacidade para receber entre 15 e 20 mil pessoas, que é justamente o Rei Pelé, e mais dois com capacidade para 10 a 15 mil torcedores, o Municipal de Arapiraca e o Teotônio Vilela, em Viçosa. Os demais, sete são de 5 a 10 mil torcedores e os 13 restantes cabem até 5 mil espectadores.
Porém, uma curiosidade paira quanto ao Trapichão. Apesar de a capacidade divulgada ser de apenas 17.126, na final do Campeonato Alagoano 2013, entre CRB e CSA, o público total publicado no borderô da partida foi de 18.033, sendo que ainda teve alguns pequenos pontos nas arquibancadas que poderia ter algumas dezenas a mais de torcedores.
Veja os estádios de Alagoas, suas cidades e suas capacidades de público divulgadas:
1- Rei Pelé (Maceió) – Estadual: 17.126
2- Coaracy da Mata Fonseca (Arapiraca) – Municipal: 12.500
3- Teotônio Vilela (Viçosa) – Municipal: 10.000
4- Juca Sampaio (Palmeira dos Índios) - Municipal: 8.000 
5-Gerson Amaral (Coruripe) – Municipal: 7.000
6- Severiano Gomes Filho “Pajuçara” (Maceió) – Particular: 6.000
7- José Gomes da Costa (Murici) – Municipal: 5.000
8- Gustavo Paiva “Mutange” (Maceió) – Particular: 5.000
9- Manoel Ferreira de Amorim (São Miguel dos Campos) – Municipal: 5.000
10- Manoel Moreira (Capela) – Municipal: 5.000
11- Nelson Peixoto Feijó (Maceió) – Particular: 4.000
12- Orlando Gomes (União dos Palmares) – Municipal: 4.000
13- Arnon de Mello (Santana de Ipanema) – Municipal: 3.000
14- Luiz Pontes (Atalaia) – Municipal: 3.000
15- Edson Matias (Olho D'Agua das Flores) – Particular: 3.000
16- Olival Elias de Moraes (Boca da Mata) – Particular: 2.500
17- Adalberto Cavalcante (Porto Real do Colégio) – Municipal: 2.000
18- Alfredo Leahy (Penedo) – Municipal: 2.000
19- Rubens Canuto (Pilar) – Municipal: 2.000
20- Edivanil Cavalcante Navarro (Matriz Camaragibe) – Municipal: 1.500
21- Eduardo de Melo Gonçalves (São Luiz do Quitunde) – Particular: 1.500
22- Cleto Marques (Maceió) – Municipal: 1.000
23- João Batista (Maceió) – Municipal: 1.000
Estádio Teotônio Vilela, em Viçosa, cabe 10 mil pessoas. Foto: Blog Notícia na Mira
Nordeste
A nível regional, a região Nordeste possui 235 estádios, sendo 75,7% pertencentes aos municípios, 14,9% são particulares, 8,1% estaduais e 1,3% federais. No total, 65,5% tem iluminação e 34,5% não possuem refletores.
A maioria dos estádios no Nordeste estão Bahia, o que corresponde a 21%. O Ceará vem em seguida com 17%, e posteriormente Pernambuco com 16%, Sergipe com 13%, Alagoas com 10%, Paraíba, Rio Grande do Norte e Maranhão com 6% cada, e por último o Piauí, com 5% das praças futebolísticas.
Brasil
No total, o Brasil tem 739 estádios, sendo 239 particulares (32,3%), 4 federais (0,5%), 46 estaduais (6,2%) e 450 municipais (61%). Destes, 64,5% possuem iluminação, contra 35,5% sem iluminação. Ao todo, 11 estádios cabem mais do que 50 mil espectadores.
Na fatia do mapa, 34,1% estão no Sudeste, 31,8% no Nordeste, 15,8% no Sul, 10,5% no Centro-Oeste e apenas 7,8% estão localizados no Norte do País.
Fonte: com Tnh1

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte Notícias
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates