Ultimas

24/09/2013

Brasiliense acusa Baraúnas de 'vender' mando ao Santa Cruz

Foto: Thiago Davino - Minuto Esportes
Por MinutoEsportes com Futebol Interior
 O Campeonato Brasileiro da Série C está entrando na reta final e novas polêmicas começam a surgir. Nesta segunda-feira, o site oficial do Brasiliense acusou o Baraúnas de ter vendido o mando de campo para o Santa Cruz, no duelo vencido pelo cliube pernambucano, por 3 a 1, no último domingo, no Estádio Nazarenão, em Goianinha.
Mesmo sem ter relação com a partida, a assessoria de comunicação do Jacaré estampou a seguinte manchete em sua capa: “Baraúnas-RN é o segundo rebaixado da chave ao perder duelo do mando de campo ‘vendido’”. No corpo do texto, o clube endossou: “A suspeita é de que o Santa Cruz tenha comprado o mando de campo por R$ 200 mil, valor importante para melhorar a situação financeira do Baraúnas”.
Vivendo situação financeira delicada, o Baru decidiu mandar o duelo para um local mais próximo de Recife, com intuito de lucrar com a presença da torcida do Santa. Com média de público de apenas 695 torcedores, o clube potiguar lucrou R$ 68.880 com os 2.533 pagantes, maioria esmadora tricolor.
Durante todo o texto, a assessoria de comunicação do do Brasiliense sugere que houve favorecimento à Cobra Coral. “O local do jogo suspeito é mais próximo do Recife (226km) do que de Mossoró (RN), sede do ‘mandante’ (314km)”, destacou. “O duelo chegou a ser transferido para ainda mais perto de Recife (122km), no Almeidão, em João Pessoa, a 428km de Mossoró (RN). No entanto, o estádio da capital paraibana acabou interditado”, continuou.
O time do Distrito Federal afirmou que, além da maior presença de sua torcida, o Santa também evitou desgaste da viagem até Baraúnas. “O Baraúnas manda as suas partidas no Nogueirão, em Mossoró, onde seus adversários são obrigados a enfrentar uma viagem mais desgastante, de avião até Natal ou Fortaleza, seguido de três a quatro horas de ônibus. Como foi o caso do Brasiliense, na vitória por 1 x 0”, argumentou.
No fim, o clube candango destacou os beneficiados e prejudicados com a vitória tricolor. “O ‘autoexílio’ do Baraúnas prejudicou os candidatos do Grupo A por vaga na segunda fase. Com a vitória, o Santa Cruz subiu da sétima para a quarta posição, com os mesmos 27 pontos do Fortaleza (terceiro colocado) e dois abaixo do líder Treze-PB e do vice-líder Brasiliense”, finalizou.
O presidente do Santa, Antônio Luiz Neto, evitou estender-se sobre o assunto, mas não deixou de alfinetar o presidente do Brasiliense, o ex-senador cassado Luiz Estevão. “Não vamos dar eco, nem repercussão a esta acusação leviana”, disse.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte Notícias
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates