Ultimas

23/03/2014

Com gol chorado de Denílson, CRB vence o CEO e assume a liderança

 (Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas)
Treinador do CRB, Eduardo Souza disse antes da partida deste domingo que havia conversado com os jogadores na semana passada sobre a necessidade de três vitórias consecutivas no returno. Com sofrimento, conseguiu. O Regatas fechou a trinca no Estádio Rei Pelé, batendo o CEO por 1 a 0, gol chorado de Denílson. O atacante ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti na etapa final, acertando o travessão do goleiro Alexandre.


A boa sequência deixa o time regatiano na liderança do Grupo A,  agora com 14 pontos, mas Souza lembra que a disputa ainda é acirrada e, após o jogo, ressaltou a importância de novos triunfos.
- A diferença é pequena e talvez precisemos até de cinco vitórias consecutivas. O importante é que o grupo está ganhando confiança. Não posso projetar confrontos das semifinais. Temos que pensar agora no Murici e, depois, no Coruripe - comentou o treinador.
A equipe alvirrubra vai encarar na próxima quarta-feira o Murici, fora de casa, às 20h. O CEO já começa a sentir a água no pescoço no estadual. Com apenas três pontos no returno, o time é o penúltimo colocado na classificação geral e entrou na zona de rebaixamento. Quarta, às 15h15m, o Galo do Sertão vai receber o CSE no Estádio Edson Matias. 
01
DENÍLSON FAZ GOL CHORADO PARA O REGATAS

Denillson marca oo primeiro gol do CRB contra oo CEO (Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas)Denílson marca o primeiro gol do CRB contra o CEO (Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas)

O CEO ofereceu resistência ao CRB nos primeiros minutos de jogo. Marcelo Maciel se destacava com a camisa do Regatas e chamava a marcação adversária. Quando encontrava espaços, parava no inspirado goleiro Alexandre. Improvisado na lateral esquerda, o zagueiro Nilson se aventurou ao ataque aos nove e experimentou de longe, dando um susto no goleiro do CEO.
Como era esperado, a partida era de ataque contra a defesa. Aos 21 minutos, Geovani soltou uma bomba e Alexandre espalmou. No rebote, a zaga travou Denílson no momento da conclusão. O CEO só assustou aos 31, com Adriano, que ganhou pelo alto de Marcus Vinícius e cabeceou com violência: Julio Cesar voou na bola e salvou o time regatiano.
Na sequência, Diego Rosa dominou na área e foi derrubado pelo goleiro Alexandre: pênalti para o CRB. Aos 34, Denílson bateu, o arqueiro do CEO defendeu parcialmente, a bola acertou a trave e, na sobra, o próprio executor da cobrança estufou a rede. Com 1 a 0 para o Regatas, o jogo foi para o intervalo.
02
DENÍLSON PERDE PÊNALTI NA ETAPA FINAL

CRB x CEO (Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas)CRB pressiona na etapa final
(Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas)
O gol chorado resumia as dificuldades que o CRB tinha para passar pelo goleiro Alexandre. No segundo tempo, foi grande a pressão regatiana. As chances apareceram com Marcelo Maciel, Léo e Diego Rosa, que até acertou o travessão aos oito minutos. Mas a bola não entrava. Fechado, o CEO nem incomodava o goleiro Julio César.
Estreante da tarde, Jeferson Maranhão entrou no lugar de Marcelo Maciel e sofreu pênalti aos 25 minutos, cometido por Thiago Almeida. Com o pé descalibrado, Denílson foi outra vez para a cobrança e acertou o travessão do CEO, para desespero da torcida regatiana. Nos minutos finais, as defesas levaram a melhor sobre os ataques e a vitória pelo placar mínimo foi mantida.
Fonte: Globoesporte.com/al

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates