Ultimas

08/09/2014

ASA vacila e é goleado por 4x1 pelo lanterna Águia/PA em Marabá

Foto: Tnh1
Após três vitórias consecutivas, o ASA voltou a entrar em campo pela Série C do Campeonato Brasileiro em busca de mais um triunfo para entrar na zona de classificação do grupo A. Mas apesar de ter como adversário o lanterna Águia/PA, o Alvinegro foi goleado atua em território inimigo pelo placar de 4x1. 
A partida começou bastante movimentada, com o Águia – precisando desesperadamente da vitória – indo para cima. Já o ASA se apresentava com a proposta de jogar no erro do adversário, tentando investir nos contrataques, com Didira sendo o principal articulador. Porém, quem terminou se aproveitando da falha foi o Azulão marabaense. Aos 11 minutos, no vacilo de Lucas Pavone, Diego Palhinha ganhou a jogada e cruzou, para o cabeceio certeiro de Aleílson, que marcou o primeiro da partida.
O gol deu mais ímpeto ao Águia, que se lançava ainda mais, levando perigo. Aos 13 minutos, Danilo Galvão arriscou de fora da área e obrigou o goleiro alvinegro a fazer uma boa defesa. O ASA tentou a resposta com Didira. Aos 18’, o habilidoso meia chutou, para o bloqueio do arqueiro Bruno Grassi, do Azulão. O Alvinegro arapiraquense apresentou melhora após a metade da etapa inicial, nas investidas de Lucas Pavone pela esquerda, mas as melhores chances foram de chutes de fora da área.
Bastante equilibrada, a partida era jogada “lá e cá”, com investidas das duas equipes. Aos 35, após cobrança de escanteio, Joécio mandou um foguete, mas pegou mal na boa, que saiu pela linha de fundo. Em mais uma falha da defensiva alvinegra, Aleílson acionou Danilo Galvão, que recebeu, dominou e bateu no canto direito do goleiro Pedro Henrique, ampliando a vantagem do time da casa. Mas o ASA não se entregou, e no penúltimo minuto do tempo regulamentar conseguiu diminuir. Didira, cobrando falta, mandou a bola precisamente na cabeça de Wanderson, que cabeceou e marcou. A primeira etapa terminou com o placar de 2x1.
Segundo tempo
Vica, técnico do ASA, promoveu a primeira alteração da partida durante o intervalo, colocando Tiago Baiano no lugar de Leandrinho. O Águia voltou novamente buscando mais o ataque, enquanto o Fantasma cometia erros e esbarrava na marcação, não conseguindo chegar com qualidade ao ataque. O primeiro bom lance do segundo tempo foi em cobrança de falta de Danilo Galvão, aos 9 minutos, mas apenas assustou o arqueiro Pedro Henrique.
O ASA teve uma boa chance aos 11’, também em cobrança de falta na entrada da área, sofrida por Didira. Lucas Pavone cobrou e a bola explodiu na barreira, mas o árbitro mandou voltar. Na repetição, Didira bateu mal e desperdiçou. Três cartões amarelos foram assinalados em três minutos, sendo dois para o Alvinegro (Michel aos 15’ e Lucas aos 16’) e um para o Águia (Gilmar aos 18’). Aos 20’, o Azulão do Pará levou perigo à meta de Pedro Henrique. Danilo Galvão era o alvo do lançamento, mas o jogador não alcançou a redonda, que apenas percorreu a área sem intervenção. A resposta do ASA veio na jogada de Didira, que tentou acionar Alan Pinheiro, substituto de Lucas, mas a defensiva adversária afastou.
Com a partida se encaminhando para o final, o ASA passou a correr atrás do prejuízo, buscando ao menos o gol de empate. Aos 32’, Wanderson recebeu de Didira, arriscou o chute e por pouco não converteu, mas a bola bateu na trave e saiu para o tiro de meta. O atacante Tiago Cavalcanti desperdiçou outra chance incrível de empatar aos 40’, sozinho na cara do gol, mandando a bola na trave. E se o ASA não diminuiu, o Águia ampliou. Aos 43’, o árbitro assinalou pênalti ao ver a bola acertar a mão de Tiago Baiano. Na cobrança, Danilo Galvão fez seu segundo na partida. E logo no minuto seguinte, a defensiva do ASA marcou bobeira e Aleílson também deixou mais um, o quarto da equipe paraense, dando números finais à contenda.
Fonte: Tnh1

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates