Ultimas

08/09/2014

Com apoio da torcida, CRB vence o líder Fortaleza com goleada por 3x0

Créditos: Pei Fon/TNH1
Com o apoio de sua torcida, o CRB encarou e superou mais uma pedreira na Série C do Campeonato Brasileiro 2014. Contra o líder então invicto Fortaleza, o Galo venceu e convenceu pelo placar de 3x0, assumindo a vice-liderança no G4.  
O CRB começou mostrando que ia pra cima em busca da vitória desde o primeiro momento. No primeiro lance, o Galo já descolou um escanteio, e na cobrança de Eder, a bola viajou para a área, mas o goleiro André Zuba afastou com um soco. O Fortaleza também demonstrou vontade, e aos cinco minutos, num erro do regatiano João Victor, quase abre o placar, não fosse Julio Cesar se antecipar e dar um chutão para a lateral.
E não bastasse o início movimentado, com boas chances para os dois lados, logo aos 15 minutos o árbitro “botou lenha na fogueira” assinalando pênalti e expulsou o goleiro André Zuba, que saiu de forma acintosa em carrinho no último jogador do Galo, o atacante Magrão. O técnico Marcelo Chamusca queimou a primeira substituição tirando Erick Flores para a entrada do segundo goleiro, Ricardo. Na cobrança da penalidade, o próprio Magrão chutou forte no lado esquerdo, abrindo o placar para o CRB.
Depois do gol, e com um a mais em campo, o Galo cresceu ainda mais na partida, chegando com bastante perigo ao ataque. No entanto, por duas vezes a ofensiva alvirrubra se encontrou em situação de impedimento. O segundo gol do CRB já estava se desenhando na partida, e Eder arriscou mandando um petardo de fora da área aos 29’, mas a bola passou pelo lado esquerdo da meta defendida por Ricardo. Aos 33’, mais uma chance para o Galo, desta vez nos pés de Paulo Sérgio cobrando falta. O lateral por pouco não mandou a redonda no ângulo esquerdo do gol cearense.
Uma das poucas chances para o Fortaleza foi desperdiçada por Marcelinho Paraíba aos 42’. O meia, em cobrança de falta, pegou mal e a bola foi por cima do gol de Julio Cesar. Já o Galo quase ampliou com Johnnattan, que tentou à meia distância e mandou a bola exatamente na quina esquerda da trave, no último lance de perigo do primeiro tempo.
Magrão abriu o placar de pênalti no primeiro tempo (Foto: Pei Fon/TNH1)
Segundo tempo
Os dois times voltaram do intervalo sem alteração. Logo no primeiro minuto, o CRB já foi para cima com Magrão, que avançou pelo meio e chutou forte, para a defesa em dois tempos de Ricardo. O Fortaleza tentou revidar no minuto seguinte com Marcelinho Paraíba, também pelo meio, mas ele chutou fraco, para a defesa fácil de Julio Cesar. Aos cinco minutos, após boa jogada do Galo pela direita, Clementino recebeu a inversão, mas dominou mal e foi desarmado pela defesa do Tricolor.
O CRB chegava com mais facilidade ao ataque, porém as melhores oportunidades eram de chutes de fora da área. Aos 11’, Eder mais uma vez mandou um foguete e testa os reflexos de Ricardo, que espalmou a redonda para escanteio. E se Eder não conseguia marcar o seu, ao menos ajudou Marcão a marcar o segundo. Aos 23’, o meio campista cruzou na cabeça do camisa 9 do Galo, que não perdoou e ampliou a vantagem alvirrubra. Mas o placar não permaneceu no 2x0 por muito tempo, já que Clebinho, que havia acabado de entrar na partida, soltou o pé da intermediária e fez o terceiro do CRB aos 28 minutos.
Já com o placar bastante favorável, o CRB passou a administrar e cadenciar a partida. O Fortaleza, que não conseguia superar a desvantagem numérica, quase não criava oportunidades de ataque. A última boa oportunidade foi para o Galo aos 40’, com Marcelo Macedo. O atacante recebeu a inversão de Magrão, mas dominou mal e, na conclusão, acertou a rede pelo lado de fora. Rolando a bola e deixando o relógio correr, o CRB só aguardou o apito final para comemorar a boa vitória no Rei Pelé.
Fonte: Tnh1

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates