Ultimas

20/10/2014

Aos 39 anos, Aloísio Chulapa anuncia aposentadoria em Palmeira dos Índios

Foto: RomárioSilva/PalmeiraEsporte
Foram 20 anos de trombadas e histórias marcantes. O menino pobre que teve uma chance com a camisa do CRB na década de 90 mostrou, com muita perseverança, que poderia vencer na vida. Barrado por um segurança no clube social de sua Atalaia, Aloísio prometeu ainda na infância que voltaria à cidade para comprar o local e abri-lo para crianças humildes. Vieram as conquistas, os recursos e ele cumpriu a missão. Aos 39 anos, o atacante também pagou a promessa de defender o Sport Atalaia e, sem a esperada vaga na Primeira Divisão do Alagoano, encerrou a carreira neste domingo. 
O cenário não foi o mesmo das grandes conquistas. O Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios, está longe de ser um palco badalado do futebol nacional, mas Chulapa é simples e não se incomodou de encarar a Segunda Divisão do estadual. Se o Sport subisse, ele até estenderia a carreira, mas não deu. O time foi eliminado com uma derrota por 2 a 1 para o União Palmeirense, na semifinal. O camisa 14 saiu de campo na segunda etapa, substituído por Erivânio, de cabeça erguida, aplaudido até pelos adversários e por são-paulinos que foram assistir ao jogo. Ficam as histórias, o folclore e as jogadas inesquecíveis.
Aloísio Chulapa, atacante do Sport Atalaia (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)Aloísio Chulapa é assediado por torcedor do São Paulo em Palmeira (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)


-  É um dia especial. Eu esperei chegar esse momento para encerrar no clube do meu coração, apesar de não ter conquistado o acesso para a elite do futebol alagoano. O grupo está de parabéns pelo esforço e pelo carinho que sempre teve comigo. É um momento emocionante. Após 20 anos de trabalho dentro e fora do Brasil, tive a oportunidade de encerrar na minha terra, Atalaia. Amanhã é começar o trabalho com a garotada para a gente revelar outros trombadores em grandes clubes. Nesse momento, agradeço a todos os times que passei, ao carinho das torcidas. Sem eles, não seria ninguém  - declarou Chulapa, após o jogo.
Aloísio Chulapa, atacante do Sport Atalaia (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)Aloísio se emociona ao ouvir o Hino Nacional (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)
Segundo o próprio camisa 14, o auge da carreira foi em 2005, quando deu um passe de letra para Mineiro no estilo de Ronaldinho do Paraguai, como costuma dizer, e ajudou o São Paulo a conquistar o título mundial em cima do Liverpool. No Morumbi, o tricampeonato brasileiro também marcou o alagoano, que até hoje é festejado pela torcida tricolor nos quatro cantos do país.
- O Mundial de Clubes pelo São Paulo está marcado. Dei aquele passe para o Mineiro e na hora que o juiz apitou eu olhei para cima e aquele foi um momento especial na minha carreira. Agradeço a Deus por tudo e todos aqueles que sempre torceram por mim. Eu posso dizer que realizei todos os meus sonho no futebol e chegar aonde eu cheguei foi até um pouco a mais do que eu esperava, mas Deus me proporcionou essas vitórias.
No Flamengo, ganhou projeção com o apoio de Romário e do alagoano Marcos Adriano, que estava neste domingo em Palmeira e deu um abraço apertado no amigo. 
- O Marquinhos é um irmão. Me recebeu de braços abertos quando cheguei no Flamengo. Não esqueço nunca disso - lembrou Chulapa.
Ceni visita Aloisio Chulapa em Atalaia (Foto: Carlos Augusto Ferrari)Ceni visitou Aloisio Chulapa em Atalaia neste ano, e o atacante se emocionou (Foto: Carlos Augusto Ferrari)
No Goiás, é exaltado pela torcida por ter marcado época. Ao lado de Alex Dias e Fernandão, fez estripulias no Serra Dourada e demonstrou todo o seu potencial. Depois de passar por Saint-Étienne-FRA, Paris Saint Germain-FRA e Rubin Kazan-RUS, voltou ao Brasil e conquistou o vice-campeonato da Libertadores com a camisa do Atlético-PR.
Segundo Chulapa, ele foi convidado ainda em campo por Rogério Ceni para ir jogar no São Paulo, não acreditou, mas a proposta oficial surgiu pouco depois, ainda em 2005. O "Patrão", como o atacante chama o goleiro, abriu as portas do Morumbi e o trombador não fez feio.
- Cavei muita falta na entrada da área para o Patrão se consagrar. Ele é um grande amigo e um dos momentos mais emocionantes da minha vida foi a visita dele neste ano em Atalaia, para conhecer minha escolinha. Não é pouca coisa: o melhor goleiro do mundo na minha cidade... 
Aloísio, em álbum de figurinha com a camisa do Goiás (Foto: Aloísio Chulapa/reproduçãoFacebook)Aloísio, em álbum de figurinha com a camisa do Goiás (Foto: Aloísio Chulapa/reproduçãoFacebook)
Títulos, não foram poucos. Além dos quatro conquistados com a camisa do São Paulo, Chulapa colocou a faixa do Carioca, com o Flamengo, do Goiano, três vezes, com o Goiás, do Paranaense, com o Atlético, da Série B, com o Vasco, e do Alagoano, com o CRB. No Galo também foi peça fundamental no acesso à Segunda Divisão do Brasileiro, em 2011.
Nesta temporada, Aloísio foi a grande atração da Segunda Divisão do Alagoano. Arrastou fãs por onde passou, posou para fotos até com os adversários e deixou seus seguidores bem informados sobre tudo o que fazia nas redes sociais. Entre um "danone" (cerveja) e outro, celebrou a vida e se aposenta cercado por amigos. 
- Eu ainda tenho projetos. Eu parei oficialmente aqui pelo Sport, mas tenho outros jogos. No dia 16 de novembro, em Aracaju, tem uma partida de festa que a torcida organizada do São Paulo está preparando pra mim. No dia 20 de novembro, estarei no Morumbi para participar de um jogo promovido pela torcida tricolor. Eu sou muito grato porque os torcedores me escolheram ao lado de grandes nomes do São Paulo, como Rogério Ceni, Rai e Lugano. Então, eu sou muito grato por essa lembrança. Agora é contar história e curtir a vida. O velho Chula vai deixar os jovens correrem enquanto ele toma danone. Acaba não, mundão! Agora mim ache (sic) - despediu-se o camisa 14, sem economizar os seus famosos bordões.
Aloísio Chulapa e torcedores do São Paulo (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)Aloísio Chulapa e torcedores do São Paulo (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)
Fonte: com Globoesporte.com/al

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates