Ultimas

10/07/2015

Jovem alagoana busca realização de sonho na seleção brasileira de futebol

Foto: CBF
Do Minuto Esportes
Em um momento em que no futebol brasileiro só se fala em reestruturação, eliminação da Copa América, MP (Medida Provisória) do Futebol, “aniversário” do 7 a 1 da Alemanha no Brasil na Copa de 2014, os problemas do futebol feminino ficam esquecidos em razão da demanda de problemas no masculino. Porém, mesmo com a eliminação precoce da seleção na Copa do Mundo do Canadá, um novo trabalho chama atenção e tenta, ainda que engatinhando, mudar essa realidade e uma alagoana está fazendo parte desse projeto.
Bárbara Melo, de apenas 15 anos, um dos destaque do time do União Desportiva de Alagoas, tem treinado com a seleção brasileira da categoria Sub-17, no Centro de Treinamento João Havelange, na cidade de Pinheiral, no Rio de Janeiro..
A curta e promissora carreira de jogadora vem de berço, quando Bárbara acompanhava o pai, Eudes Melo, no campo da Associação Atlética da Ceal. Antes ela só assistia, mas depois deixou aflorar a sua paixão pelo futebol. No entanto, como não havia time feminino, a pequena era obrigada e atuar com os meninos e chamou atenção da mesma forma e assim foi até a fase da adolescência.
Jovem alagoana busca realização de sonho na seleção brasileira de futebol
Jovem alagoana busca realização de sonho na seleção brasileira de futebol
A jovem completa 16 anos no próximo mês de agosto, mas já atua no time profissional no União Desportiva, atuando como titular no Campeonato Alagoano e também na grande participação do clube na Copa do Brasil, onde chegou até a terceira fase da competição nacional.
Os desafios estão apenas no começo, mas no que depender da confiança da jovem, será promissor. “Eu jogo porque gosto. Não penso em outras coisas. Sei que é difícil, que tem muitas barreiras, como desde pequena nunca encontrava times femininos, jogava com meus primos, sempre com homens e hoje estou começando a colher os frutos. Mas tem muita coisa pela frente”, afirmou.
Justamente em um dos desafios da sua carreira, quando atuando pelo União, foi enfrentar o América de Pernambuco, no Recife, a jovem foi informada pelo treinador, Adilson Palmeira, de que haveria uma seletiva para a seleção. Prontamente a jovem participou e foi aprovada, como conta o próprio técnico da sua equipe em Maceió. “Nessa seletiva ele fez o básico. Digo isso porque trabalho há dez anos com o futebol feminino e sei quando uma pessoa é diferenciada. Ela jogou e agradou, mas ela tem muito mais futebol para mostrar. Além de talento, ela é esforçada. Acredito que nos próximos dois anos ela não estará jogando mais aqui em Alagoas e vai trilhar o caminho do sucesso”, comemorou o profissional.
Foto: CBF
Foto: CBF
Treinando no Rio de Janeiro, a jovem já tem em vista o primeiro grande desafio com a  seleção brasileira, a disputa de um torneio internacional em São Paulo com as seleções da Argentina, Paraguai e Uruguai, o que faz a jovem comemorar.
“É um sonho que está começando a se realizar. A gente tem treinado bastante no Rio, vamos disputar esse torneio do dia 14 ao dia 27 com seleções fortes, mas a meta principal é o Sulamericano do ano que vem. Espero estar junto com esse grupo”, comentou.
Bárbara compõe a seleção com jogadores de vários cantos do país, mas no que depender da importância que a comissão técnica da seleção dá a jogador alagoana, o caminho de sucesso com a “amarelinha” está apenas começando, como confirma o treinador do União Desportiva.
“O técnico da seleção, o Luiz Antônio conversa muito comigo, elogia, dá conselhos. Ela passa um período na seleção e volta e mesmo quando está aqui, o treinador lá, manda vídeos do que precisa que ela faça, pede para cobrar bastante. Eles se preocupam, querem saber como ela está e isso é um ótimo sinal”, disse Adeilson Palmeira, que ainda lembrou sobre o futuro da jogadora quando não estiver na seleção, uma vez que existem propostas para contratação da jovem.
“Ela tem 15 anos e já joga no time profissional do União, tanto pelo Alagoano quanto na Copa do Brasil. Ela é boa no que faz. Já recebemos propostas, uma delas do Foz de Cataratas, time de grande destaque na Copa do Brasil feminina”, revelou.
No futebol feminino das incertezas, Bárbara se divide entre a bola e os livros
A jovem Bárbara tem dividido seus dias entre os treinos com a seleção e os retornos para casa, em Maceió. Um das questões mais valorizadas quando está em casa é referente aos estudos.
A adolescente cursa o 1º Ano do Ensino Médio no Colégio Objetivo e tem que correr atrás, tanto da bola quanto dos estudos, como revela a mãe, Ana Lúcia. “A direção da escola tem ajudado bastante. Essa é a terceira convocação dela e sempre que ela precisa viajar, a CBF manda uma declaração, bem como a escola envia informações dela aqui. Existe uma preocupação grande com os estudos. Então, a gente cobra, sempre que ela pode, adianta os trabalhos e quando retorna, precisa se informar de tudo que perdeu. Mas nós, os pais, estamos sempre juntos”, disse.
Jovem alagoana busca realização de sonho na seleção brasileira de futebol
Jovem alagoana busca realização de sonho na seleção brasileira de futebol
A reportagem do CadaMinuto Press ainda questionou a mãe, sobre a realidade atual do futebol feminino e se existe alguma preocupação sobre o futuro da jovem. A mãe foi enfática e revelou inclusive outro desejo da jovem.
“No começo não gostávamos muito, mas foi o que ela quis, faz muito bem e nós temos de dar apoio. Sabemos que o futebol feminino no Brasil não é reconhecido, por isso a gente tenta dosar cada coisa, por isso cobramos dos estudos. O sonho maior é de ser jogadora, mas se não acontecer, ela pensa em fazer direito”, completou.
O apoio dos pais tem sido fundamental para a jovem conseguir conciliar a batalha dupla. “Nossa (…) Quem me apoia mais nesse mundo são meus pais. Se o que eu escolhi foi jogar futebol, eles estão sempre juntos. Simplesmente eu acreditei no meu sonho, no meu potencial e estou seguindo em frente. Acredito que muita coisa boa vem por aí e se Deus quiser, um futuro brilhante”, disse a jogadora.
Bárbara Melo tem total consciência do caminho tortuoso que é o futebol feminino no Brasil. Mas, assim como a também alagoana Marta, eleita cinco vezes a melhor jogadora do mundo, sendo considerada uma referência no esporte, a jovem deixa o recado para as meninas que desejam entrar no esporte.
“Se a profissão que escolherem é ser jogadora de futebol, continuem correndo atrás. Coloquem nas mãos de Deus e ele mostrará o melhor caminho, para superar todas as barreiras possíveis. Da mesma forma eu fiz e estou tendo esta oportunidade”, finalizou.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte Notícias
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates