Ultimas

18/08/2015

Suspeito de matar ex-lateral do ASA é preso no interior de Goiás

O suspeito de assassinar o ex-lateral-esquerdo, Edson Piauí, foi preso nesse domingo na cidade de Nova Veneza, no interior de Goiás. A prisão do homem aconteceu após investigação dos setores de inteligências das Secretarias de Segurança do Piauí e Goiás, e o suspeito deve ser recambiado nos próximos dias a Teresina.
Contra ele havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça da cidade de Floriano, sob acusação do duplo homicídio em novembro do ano passado. Edson Piauí e o irmão PM, Vadim, como era conhecido na região, foram atingidos por três tiros após discussão em uma churrascaria. O ex-jogador do Boa Esporte comemorava com familiares a transferência ao Rio Claro, clube que Edson defenderia no Paulistão deste ano.
A Secretaria de Segurança informou Piauí que mais detalhes sob a prisão e o suspeito serão divulgados no dia da apresentação dele prevista para acontecer nos próximos dias na Delegacia Geral da Polícia Civil de Teresina .
- Testemunhas relatam que o jogador discutiu com o suspeito na noite anterior durante uma festa num clube e, após sentir-se ameaçado, deixou o local, seguindo em direção à casa do seu irmão. Edson pediu que o irmão então o acompanhasse até uma churrascaria e, ao estacionar o carro, foram abordados pelo atirador - contou o tenente Roberto Feitosa, do 3° Batalhão da Polícia Militar.
Ainda de acordo com o oficial, o suspeito efetuou cinco disparos, que acertaram o queixo e o abdômen da vítima, que morreu no local. Alguns dos disparos atingiram o peito e o tórax do irmão do jogador, que foi encaminhado em estado grave para o hospital regional da cidade de Floriano. O policial militar irmão do jogador morreu no dia seguinte após não resistir à cirurgia na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional Tibério Nunes.
A morte do lateral-esquerdo provocou comoção dentro e fora dos gramados. Enquanto a família velava o corpo do atleta, os ex-companheiros de Boa Esporte prestavam homenagem na Série B. Na vitória por 3 a 1 o Ceará no mesmo dia, o atacante Diego foi às lágrimas na comemoração do terceiro gol do clube tricolor e precisou do consolo dos amigos para voltar à partida. Os atletas atuaram com uma faixa preta no braço em símbolo do luto do clube.
A diretoria do Rio Claro emitiu nota à época lamentando a morte trágica do lateral. O presidente Luiz Balbo disse que o jogador estava feliz com o novo contrato e que a negociação com o Galo Azul foi tranquila.
Por: 7 Segundos

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte Notícias
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates