Ultimas

22/08/2015

Você sabia? Seleção Brasileira já jogou quatro vezes em Alagoas; relembre em vídeos

Do tnh1
Zico, Romário, Valdir Peres, Toninho Cerezo, Taffarel, Careca, Cafú, Márcio Santos, Dunga, Raí, Dida, Roberto Carlos, Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo. O que estes craques que marcaram história na Seleção Brasileira têm em comum? Todos eles já desfilaram seu futebol no gramado do Estádio Rei Pelé.
Desde que foi inaugurado, em 1970, o maior palco futebolístico de Alagoas recebeu quatro partidas da seleção mais vitoriosa das Copas do Mundo. Para relembrar esses momentos para o torcedor, o TNH1 traz alguns dados, relatos de quem já viveu aqueles jogos históricos e ainda vídeos das partidas.
Os confrontos do time canarinho foram válidos por três amistosos, contra a Irlanda, Seleção Alagoana e México, e um válido pelas eliminatórias, diante da Colômbia. As partidas aconteceram entre a década de 1980 e início dos anos 2000.
Relembre:
Brasil 6 x 0 Irlanda (23/9/1981)
Tipo: Amistoso Oficial
Local: Estádio Rei Pelé
Cidade: Maceió-AL
Árbitro: O. Scolfaro
Brasil: Valdir Peres; Perivaldo (Leandro), Oscar, Edinho e Júnior; Toninho Cerezo, Renato, Paulo Isidoro (Robertinho) e Zico; Roberto Cearense e Éder (Mário Sérgio). Técnico: Telê Santana.
Gols: Zico (4x), Éder e Roberto Cearense.
Brasil postado em campo para o amistoso contra a Irlanda. Foto: Cortesia - Jornalheiros
- Detalhes: A primeira vez que o Brasil atuou em terras alagoanas foi em 1981. Na oportunidade, o time canarinho se preparava para a disputa da Copa do Mundo de 1982, no México. Como destaques, estavam o goleiro Valdir Peres, os defensores Edinho e Júnior, o volante Toninho Cerezo e o atacante Éder. Porém, as grandes estrelas eram Zico, camisa 10 da Seleção, e o técnico Telê Santana.
- Relatos: Historiador de futebol e comandante do Museu do Esporte de Alagoas, Lauthenay Perdigão esteve presente nesta partida e conta ao TNH1 sobre suas principais lembranças daquele 23 de setembro de 1981. “Todos esperavam uma boa exibição da Seleção, mas houve uma certa facilidade por contra do adversário (que seria frágil tecnicamente). O Zico despontou naquele jogo. Foi a primeira partida da Seleção Brasileira no Rei Pelé. A gente guarda este dia com boas lembranças não só pelo placar, mas por ter sido o primeiro jogo da Seleção em Maceió”, conta.
Confira os quatro gols de Zico na partida: 
Quem também esteve naquela partida e tem grandes recordações é o jornalista Ricardo Mota, da TV Pajuçara. E foi na partida entre Brasil e Irlanda que ele teve sua única atuação na área esportiva. “Estava atuando como repórter esportivo naquele dia, especialmente, e pude entrevistar, por exemplo, o jogador Robertinho, do Fluminense, que tinha ascendido há pouco tempo do time juniores para o profissional e estava na Seleção Brasileira. Fiz uma entrevista com ele, e me interessei por isso porque meu coração é tricolor, e perguntei se ele imaginava que seria titular da Seleção. Ele disse que sim, que estava trabalhando para isso, enfim, deu aquela resposta protocolar e clássica do jogador de futebol”, lembra o jornalista.
Confira um compacto do jogo Brasil 6 x 0 Irlanda em 1981, em Maceió: 
Brasil 6 x 1 Seleção Alagoana (24/08/1988)
Tipo: Amistoso
Local: Estádio Rei Pelé
Cidade: Maceió-AL
Árbitro: Romualdo Arppi Filho
Brasil: Taffarel (Zé Carlos); Jorginho, Aloísio (Batista), André Cruz e Nelsinho (Luís Carlos Winck); Andrade, Mílton (Neto), Geovani e Hamílton de Souza (Bebeto); Edmar (João Paulo), Careca e Romário. Técnico: Carlos Alberto Silva.
Romário ao marcar um dos gols do Brasil contra a Seleção Alagoana. Imagem: Reprodução YouTube
Sel. Alagoana: Ado (Maurício); Ivanildo I, Edivaldo (Roberval), De León e Jorge Henrique (Zezinho); Tenente (Coca), Gílson e Ricardo (Beto); Ivanildo II, Berinha e Cabrinha.Técnico: Freitas.
Gols: Brasil- Romário (4), Bebeto e Geovani/ Seleção Alagoana: Ivanildo
- Detalhes: Com grande destaque para Romário, mas ainda contando com o goleiro Taffarel, a experiência de Careca e ainda jovem atacante Bebeto, futuro tetracampeão do mundo com o Brasil, a seleção canarinha realizou o amistoso e em seguida partiu para os Estados Unidos, onde disputaria a Copa das Nações. Mas outro grande destaque vai para as arquibancadas do Rei Pelé. Naquela oportunidade, as torcidas de CRB e CSA, inclusive organizadas, estavam juntas, com faixas e bandeiras apoiando a Seleção Alagoana. Na segunda-feira (24) este jogo completará 27 anos que foi realizado.
Torcidas de CSA e CRB juntas no Rei Pelé. Imagem: Reprodução YouTube
- Relato: Ainda em conversa com o TNH1, o historiador Lauthenay Perdigão fala como foi aquele dia para ele. “Quando os times entraram em campo, nos primeiros minutos a Seleção Alagoana tinha um certo incentivo da torcida, mas depois que o Brasil começou a golear, a torcida começou a aplaudir mais a Seleção Brasileira, que ganhou jogando bem. O jogo foi bom, mas a gente esperava muito mais da Seleção Alagoana. Vimos pela primeira vez o Romário jogar aqui. Ele tinha muita facilidade com a bola na área, era o ‘dono da bola’. Mas a Seleção Alagoana foi envolvida, tinha muitos jovens e respeitaram muito a seleção. Então, ‘tome gol’”, comenta Perdigão.
Relembre como foi a partida entre Seleção Alagoana e Seleção Brasileira em 1988:
Brasil 1 x 1 México (08/08/1993)
Tipo: Amistoso
Local: Estádio Rei Pelé
Cidade: Maceió-AL
Árbitro: J. A. Oliveira
Brasil: Taffarel; Cafú, Márcio Santos, Ricardo Rocha e Branco; Mauro Silva, Dunga, Palhinha (Valdo) e Raí; Müller e Elivélton (Valdeir). Técnico: Carlos Alberto Parreira.
Gol: Márcio Santos.
Brasil e México em amistoso no Rei Pelé. Imagem: Reprodução YouTube
- Detalhes: A Seleção Brasileira tinha recentemente retornado da disputa da Copa América de 1993, no Equador, e foi eliminada nas quartas de final para a Argentina, nos pênaltis. O amistoso em Maceió aconteceu no intervalo de jogos das eliminatórias para a Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos. Mesmo desacreditada no Mundial, foi com Taffarel, Cafú, Branco, Dunga e companhia que o Brasil conquistou o tetracampeonato, e boa parte daquele time passou um ano antes em Alagoas.
- Relato: o historiador Lauthenay Perdigão também participou deste dia marcante para o futebol alagoano e conta alguns detalhes deste amistoso. “Foi um jogo histórico por um motivo: a reabertura do Estádio Rei Pelé, que em 1992 passou por uma grande reforma. E ainda houve a inauguração do Museu dos Esportes. Naquele dia teve uma solenidade pela manhã e à tarde o jogo. A crônica esportiva, os jogadores e os visitantes adoraram o estádio. Foi a melhor reforma que já teve aqui, e ficou nas cores da bandeira de Alagoas, com vermelho, branco e azul. Lembro também que o gol do México foi do Zaguinho, que era filho do ex-jogador Zague, que jogou no Corinthians nos anos 1950. O México entregou na época ao governador Geraldo Bulhões uma réplica da taça da Copa do Mundo, que está até no Museu dos Esportes”, afirmou ao TNH1.
Saiba como foi Brasil x México em Maceió, em compacto da partida:
Brasil 0 x 0 Colômbia (13/10/2004)
Tipo: Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006
Local: Estádio Rei Pelé
Cidade: Maceió-AL
Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai);
Brasil: Dida; Cafú, Juan, Roque Júnior e Roberto Carlos; Renato, Magrão (Elano), Zé Roberto (Edu) e Alex (Adriano); Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo. Técnico: Carlos Alberto Parreira.
Colômbia: Calero; Perea, Córdoba, Yepes e Bedoya; Restrepo, Grisales (Leal), Díaz e Oviedo (Moreno); Pacheco (Viveros) e Angel. Técnico: Reinaldo Rueda.
Adriano foi um dos destaques do Brasil contra a Colômbia. Foto: Gazeta Press
- Detalhes: diferentemente do jogo em Maceió em 1993, a Seleção Brasileira estava em alta com a torcida. No meio do ano, havia sido campeã da Copa América em cima da Argentina, também nos pênaltis, após um gol de empate de Adriano no tempo normal aos 47’ do segundo tempo. Era ainda a atual campeã do mundo, ao ser pentacampeã em 2002. Aquele jogo em Maceió foi o único do time canarinho em uma partida oficial em Alagoas.
- Relato: o alagoano Pedro Sérgio Sarmento esteve naquele empate entre Brasil e Colômbia e também contou ao TNH1 como foi sua experiência. "O Rei Pelé estava lotado naquele dia. A torcida incentivava muito a Seleção, principalmente no primeiro tempo. Mas por outro lado a expectativa era muito boa de que o Brasil ganhasse o jogo. Mas o time teve muita dificuldade, porque a Colômbia jogou bem naquele dia. Teve um gol da Colômbia anulado no lado do gol do placar. Com a entrada do Adriano o Brasil deu uma melhorada, ele fez um gol que a bola bateu no travessão e passou da linha, mas a arbitragem não validou. Eu estava na grande arquibancada, perto do campo, e deu a impressão que a bola tinha realmente entrado. Mas valeu muito à pena ter ido pela experiência de ver grandes craques”, lembra.
Relembre lances de Brasil x Colômbia no Trapichão: 

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte Notícias
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates