Ultimas

21/10/2015

Goleiro do ASA se irrita ao ser chamado de mercenário e cita atraso de salários

Foto: Ascom ASA
O sonho do acesso a Série B terminou nesta segunda-feira para o ASA. A derrota por 2 a 1, em casa, diante do Tupi-MG, incomodou alguns torcedores presentes em Arapiraca, que não reagiram bem ao resultado. O goleiro Pedro Henrique não gostou nada se ser “homenageado” sob o coro de “mercenário”m surgido das arquibancadas do Fumeirão.
“Fizeram um coro me chamando de mercenário. Nós convivemos com atraso de salários, atraso de premiação, atraso de ajuda de moradia. Acho que não merecemos ser chamados de mercenários. Acho que muito se tem ainda daquele perfil de um jogador analfabeto e infelizmente algumas pessoas teimam em trazer isso para uma realidade no futebol. E eu não concordo com esse tipo de profissional”, desabafou o jogador, que apesar da indignação, também pediu desculpas a torcida.
Pedro Henrique também analisou o desempenho do time e afirmou que a derrota por 2 a 0 em Juiz de fora, no primeiro jogo, foi determinante para a eliminação do Fantasma. Ele também admitiu que sofrer o primeiro gol em Arapiraca tirou todas as energias e desanimou o time, que precisaria de ao menos quatro gols para reagir.
“Infelizmente o placar sacramentado lá em Juiz de Fora dificultou ainda mais as coisas aqui. Saímos muito prejudicados de lá e tivemos 16 dias para digerir o resultado e tentar fazer uma partida equilibrada. Até conseguimos e tivemos condições de reverter o placar. No segundo tempo eles foram felizes de fazer o gol em um belo chute e aí foi um ducha de água fria”, afirmou.
Fonte: Tnh1

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates